Rádio Muzangala

image-_7_
5ac2323ed1e2e5.99164219
Post_Radio_Muzangala_Ao_Site.png
ANUNCIE_-_CONNOSCO (1)
PROMOVA (1)
previous arrow
next arrow

LUANDA ACOLHE EXPO-RIBAS EM HOMENAGEM A ÓSCAR RIBAS

 LUANDA ACOLHE EXPO-RIBAS EM HOMENAGEM A ÓSCAR RIBAS

“Expo-Ribas”

A Casa Museu Óscar Ribas, em Luanda, promove, a partir de amanhã até domingo, a segunda edição denominada “Expo-Ribas”, com exposição de artes plásticas, artesanato, feira do livro e teatro, comemorativa de mais um aniversário do seu patrono, o escritor angolano Óscar Ribas, que se fosse vivo amanhã completaria 114 anos.

A exposição em homenagem àquele que foi uma das maiores fontes orais de Angola decorre sob o lema “Turismo de Memória” e tem previsto para o dia de amanhã vários momentos culturais. Depois dos discursos de circunstância, a partir das 10h00, está prevista uma visita guiada ao acervo museológico. O programa de actividades, que se prolonga até às 17h00, tem, igualmente, agendada uma performance do actor Quim Fasano, o “Chico Caxico” para os telespectadores.

O actor e humorista Quim Fasano é o primeiro e o único intérprete angolano a fazer  parte da primeira enciclopédia que reúne os melhores actores do mundo de teatro, televisão e cinema, com o título “The Cambridge Encyclopedia of Stage”.  Em 2015, participou de um projecto televisivo da Rede Globo Internacional intitulado “Conexões”, onde fez parceria com a também actriz e apresentadora Heloísa Jorge.

Em 2018, venceu o prémio de “Melhor Actor”, os Globos de Ouro Angola. Entre várias peças teatrais, a sua mais recente foi a participação no espectáculo “Comemos com Ela”. Quim Fasano, que acostumou o público com personagens divertidos, agora surge nas vestes do personagem “Epalanga”, na nova produção angolana da DStv.

Ângelo Miguel Domingos Reis, mais conhecido pelo pseudónimo “Poeta dos Pés Descalços”, que este ano completou 21 anos de carreira artística, no passado dia 26 de Fevereiro, é um dos convidados para animar a “Expo-Ribas”.

O poeta, normalmente, nunca se apresenta sozinho, por preferir partilhar o palco com outros convidados ou com um trovador, de maneira a criar sempre novas sonoridades, juntando poesia e música. O artista, nas suas actuações, tem procurado fazer uma viagem ao seu repertório poético, interpretando temas dos seus três álbuns de poesia musicada , entre os quais “O Casamento entre o Semba e a Poesia”, “O Fado e a Poesia” e “Memórias de Agostinho Neto”.

Cultura axiluanda

O grupo de rebita Novatos da Ilha, resumidamente, vai apresentar, igualmente, amanhã, no mesmo espaço, uma performance, aquilo que é a riqueza cultural luandense. A performance do histórico grupo da cultura axiluanda enquadra-se nas festividades comemorativas de mais um aniversário de Óscar Ribas.

A rebita tem sido levada em grande consideração, por se tratar de um produto cultural típico, que ao longo de mais de meio século ainda preserva as suas características originais, mantendo o mesmo cancioneiro, tanto que muitos dos registos musicais já foram utilizados em temas de semba.

A importância do grupo voltou a ser distinguida, em 2019, quando a rebita foi elevada, no mês de Abril, a património cultural imaterial nacional, pelo então Ministério da Cultura. Fundado há 69 anos, na Ilha de Luanda, o grupo Novatos da Ilha tem apostado na preservação e divulgação da dança rebita.

Rádio Muzangala

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE