Rádio Muzangala

image-_7_
5ac2323ed1e2e5.99164219
Post_Radio_Muzangala_Ao_Site.png
ANUNCIE_-_CONNOSCO (1)
PROMOVA (1)
previous arrow
next arrow

MUZONGUÉ DA TRADIÇÃO ESPECIAL HOMENAGEA MARITO

 MUZONGUÉ DA TRADIÇÃO ESPECIAL HOMENAGEA MARITO

Muzongué da Tradição Especial homenageia guitarrista Marito

O Muzongué da Tradição Especial, em homenagem ao guitarrista Marito, realiza-se domingo, a partir das 12h00, no Centro Recreativo e Cultural Kilamba, em Luanda, com a presença do conjunto Os Kiezos e a participação de Botto Trindade, para executar os temas instrumentais mais apreciados do homenageado.

Na tarde de domingo, o convidado Botto Trindade e o actual solista principal dos Kiezos,  Brando Cunha, farão uma incursão pelos temas instrumentais tocados pelo homenageado, num roteiro que arrancará com “Obrigado Meu Amigo”, para posterior passar noutros como “Memória de Lamartine”, “Semba Luanda”, “Ngola”, “Muxima”, “Saudades de Luanda”, “Semba Henda”, “Merenegue 69” e “Angola Popular”.

Segundo Estêvão Costa, responsável do Centro Recreativo e Cultural Kilamba, esta edição do projecto pretende reconhecer os feitos do guitarrista Marito dos Kiezos, numa celebração com os principais sucessos do instrumentista, que em vida foi várias vezes homenageado.

A organização, em parceria com os integrantes dos Kiezos, convidou Botto Trindade por ser um dos guitarras que melhor conserva a malha de Marito, que depois do seu afastamento dos palcos era muitas vezes solicitado pelo espaço e em outras actividades, para executar as criações das malhas do artista.

Em menos de um mês, esta será a segunda homenagem póstuma a Marito e a terceira vez que os integrantes dos Kiezos actuarão no Centro Recreativo e Cultural Kilamba, para prestigiar o antigo guitarrista do conjunto, precisamente a 15 e 23 de Setembro último, respectivamente, durante o velório de Marito e na comemoração do Dia do distrito urbano do Rangel, onde foi distinguido pelo seu contributo à Cultura Nacional . Anselmo de Sousa Arcanjo “Marito” faleceu a 12 de Setembro deste ano, razão pela qual o guitarrista será homenageado a título póstumo.

Com Zé Manico como vocalista principal, Manuelito (dikanza), Dulce Trindade (baixo), Tony Samba (teclados), Sabino Batera (bateria), Habana Mayor (congas), Brando Cunha (solo) e Gegé Faria (ritmo), o conjunto Os Kiezos assumiu o compromisso de conservar e divulgar o que Marito, Kituxi, Adolfo Coelho, Juventino, Vate Costa, Fausto Lemos, Zeca Tirilne e outros construíram.

No alinhamento do show, em memória de Marito, constam temas como “Nzoyamoi”, “Za Boba”, “Mua Pangu”, “Mbaku Kavalé”, “Comboio”, “Candonga”, “Princesa Rita”, “Milhoró” e “Kiezu Kya”.

O conjunto Os Kiezos surgiu na zona do Kapolo Boxi, no Marçal, em 1965, quando Domingos António Miguel da Silva “Kituxe” reuniu os amigos e vizinhos Marito, Adolfo Coelho, Juventino e Avozinho. Entre os principais sucessos do conjunto destacam-se as canções “Milhoró”,”Princesa Rita”, “Za boba”, “Muá Pangu”, “La Paz”,  “Mbaku Kavalé” e “Nzoyami”, que marcam as actuações ao longo de sua existência.

Anselmo de Sousa Arcanjo Júnior “Marito” nasceu em Maio, há 74 anos, no Bairro Operário, mas foi no Marçal onde aprendeu a tocar guitarra ao transitar da rudimentar viola de lata para outra moderna dada por Eduardo Afonso “Mestre Duia” dos Gingas. O artista esteve ligado aos Kiezos de 1965 até o seu afastamento dos palcos nos anos 90, mas no limiar da Independência Nacional, também integrou o Grupo Semba pertencente à editora Valentim de Carvalho.

Rádio Muzangala

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Relacionados

WP Radio
WP Radio
OFFLINE LIVE